ImmunoCAP IgG específica
Marcador de exposição a antígenos

A disponibilidade comercial dos produtos varia de acordo com o status regulatório e aprovação prévia pela agência sanitária local. Entre em contato com um representante local Thermo Fisher Scientific para consultar a disponibilidade do produto em sua região. 

Com os testes ImmunoCAP™ para IgG específica, pode se determinar a concentração de anticorpos IgG específicos de alérgeno circulantes no soro ou plasma humano.1 Esses anticorpos fazem parte do sistema de defesa natural do corpo e se desenvolvem em resposta ao contato com substâncias estranhas. O portfólio do ImmunoCAP oferece testes para alérgenos/antígenos ambientais comuns que podem causar uma resposta imunológica exagerada,2 por exemplo, bactérias, fungos, animais, plantas e substâncias químicas.3

A medição de anticorpos IgG específicos pode fornecer uma gama de informações clínicas valiosas em vários campos.

Doença alérgica

Em doenças alérgicas, estes são alguns exemplos de como os resultados de testes de IgG específica são usados:

  • Em estudos clínicos com asma, rinite, urticária, eczema e distúrbios gastrointestinais.
  • Como marcador para exposição em doenças intersticiais pulmonares, por exemplo, alvéolos alérgicos extrínsecos (também conhecida como pneumonite de hipersensibilidade), aspergilose invasiva e aspergilose invasiva broncopulmonar alérgica (ABPA).2,4,5
  • Como marcador para alta exposição a alérgenos ocupacionais, por exemplo, produtos químicos, que podem levar à pneumonite de hipersensibilidade.6

Não há valor de corte comum para níveis acima do normal de anticorpos IgG específicos circulantes, pois esses são marcadores para exposição a alérgenos, que podem não estar diretamente relacionados à doença e dependerão do ambiente local e dos níveis de exposição.7

Explore o portfólio completo do ImmunoCAP.
Exibir portfólio
Encontre um instrumento para realizar os testes ImmunoCAP.
Exibir Phadia Laboratory Systems
Obtenha informações científicas sobre alérgenos completos, combinações de alérgenos e componentes de alérgenos.
Acesse a Enciclopédia de alérgenos
Referências
  1. Instruções de uso. ImmunoCAP IgG.
  2. Costabel, U., F. Bonella, and J. Guzman, Chronic hypersensitivity pneumonitis. Clin Chest Med, 2012. 33(1): p. 151-63.
  3. Baur, X., A. Fischer, and L.T. Budnik, Spotlight on the diagnosis of extrinsic allergic alveolitis (hypersensitivity pneumonitis). Journal of occupational medicine and toxicology (London, England), 2015. 10: p. 15-15.
  4. Sterclova, M., M. Vasakova, and M. Metlicka, Significance of specific IgG against sensitizing antigens in extrinsic allergic alveolitis: serological methods in EAA. Rev Port Pneumol, 2011. 17(6): p. 253-9.
  5. Van Hoeyveld, E., L. Dupont, and X. Bossuyt, Quantification of IgG antibodies to Aspergillus fumigatus and pigeon antigens by ImmunoCAP technology: an alternative to the precipitation technique? Clin Chem, 2006. 52(9): p. 1785-93.
  6. Baur, X., Hypersensitivity pneumonitis (extrinsic allergic alveolitis) induced by isocyanates. J Allergy Clin Immunol, 1995. 95(5 Pt 1): p. 1004-10.
  7. Tan YH1, Ngan CC, Huang SW, Loo CM, Low SY. Specific Serum Immunoglobulin G (IgG) Levels Against Antigens Implicated in Hypersensitivity Pneumonitis in Asymptomatic Individuals. Ann Acad Med Singapore. 2019 Jan;48(1):36-38